Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

23.10.19

Opinões e postas de pescada - as criticas de toda a gente

Ninita

Ontem, ao passear aqui pelo sapinho, li um post que mexeu comigo. Incomodou-me porque o compreendi em toda a sua extensão. Percebi ao que se referia. Percebi e identifiquei-me em tantos sentidos com ele, que hoje, achei por bem, contar a minha historia.

 

Sempre fui uma moça jeitosa. Pesava 69kg, tinha rabo, mamas, tudo o que tinha direito, apesar de ter sempre um bocadito de barriga.

Entretanto, casei-me, assentei, comecei a não sair tanto. Engravidei, tive a minha pirralha e ja na altura tinha subido um "pouco" de peso.

 

O marido entretanto emigrou lá para as Franças e tudo o que fazíamos a dois deixou de acontecer e passei a ser uma autentica "escrava", que tinha de fazer tudo sozinha.

Com a carga de trabalho, o facto de ser mãe, esposa e afins, acabei por me descuidar e engordei. Engordei bastante e em Abril de 2017, ao pesar-me e ver que pesava 85kgs (o que para o meu 1.62m era bastante), que tinha de por um ponto final. Percebi que estava obesa, gorda mesmo. Nem sabia bem onde estavam as minhas costelas, da gordura que as tapava.

Nessa altura vieram-me certas coisas a cabeça. De cada vez que saia a noite com as minhas amigas, todas elas bem vestidas e jeitosas e eu era a gordinha la no meio. Toda a gente olhava para elas a sorrir e para mim a rir.  Era a gorda, a balofa, a vaca leiteira, etc.

 

E nessa altura, percebi. Abri os olhos. Percebi que tinha de ser. E esforcei-me.
Mudei, cresci, e fiz por mim.
Perdi 16kgs nesta luta e agora ando sempre nos 69kg/70kgs. Devia perder mais uns poucos, mas ja gosto de me ver ao espelho.

Não foi uma mudança fácil. Porque as próprias pessoas são cruéis.

Quando comecei a emagrecer, as pessoas diziam coisas horríveis que me soavam ainda pior do que quando tinha peso a mais :
- deves agora ter deixado de comer.
- Deves andar naquelas dietas malucas.
-Deves andar armada em chica-esperta
-Deves achar que vais ficar toda bonita, se calhar
-Quem é gorda uma vez, vai ser sempre a gorda

E tantas outras que fui metendo num saco roto, para nem me incomodarem.

Se vestia uma camisa, so me diziam :
-Deves ir ter com o outro, de certeza

Se vestia um vestido (coisa que andei anos sem vestir) :
-Deves querer festa, de certeza

 

Ouvi tanta coisa, que muitas vezes desmotivei, mas jurei a mim própria que ia conseguir chegar ao ponto que queria.

E com dedicação e vontade, cheguei ao ponto que queria. Ainda não é bem onde deveria estar, mas sei que vou lá chegar.

E as pessoas? Essas calaram-se. Desta vez foram elas que comeram e calaram.

Porque afinal, quem tem de se sentir bem, somos nós e não os outros.
Quero lá saber se achavam que vou ter com este e com o outro. Quero lá saber se acham que deixei de comer. Quero lá saber se são invejosos ao ponto de desejar os falhanços das nossas tentativas.

Aprendi com esta mudança, que quem manda somos nós. E que não importa o que os outros pensam.

 

Apenas tenho de agradecer ao marido, que sempre me apoiou e mandar toda a gente dar uma volta ao raio que as partisse. Por mais que falassem, mesmo longe, sempre me incentivou e ajudou a calar as vozes que tanto falavam só para não estarem caladas.


E por fim, uma palavra a alguém que me incentivou neste post. Ao Triptofano. E concordo, mandar para o caralho ás vezes, é mesmo a melhor coisa a fazer. És lindo, por dentro e por fora. Caga no que te dizem. Desde que tu te sintas bem, o resto não interessa. Manda lixar, que é só gente mal resolvida com a vida e com inveja de andares a enfardar em sítios tão bons, que nos dão tanta inveja . (just saying, que ja tenho 1 lista infindavel de sitios a ir comer, quando for a Lisboa)

 

Nota : este post não foi patrocinado por nenhuma pessoa, sim???  Nem estou a dar graxa... ok???

 

 

 

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D