Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

03.10.19

Abre a boca e diz AHHHHH

Ninita

 

Estava eu a ver as novidades no insta e vi uma imagem, a dizer que era dia do dentista.


Institivamente veio-me uma historia a cabeça, que me fez partir o coco a rir.

 

O maridão, como sabem, está la emigrado para as Franças, mas continua a ser um esquisito de primeira apanha. So vem á cabeleireira em Portugal e também só vem ao dentista em Portugal. Basicamente em França, so trabalha. O resto, é tudo cá.

 

Então aqui ha uns tempos, veio cá de ferias e nessas alturas acaba por marcar sempre consulta no dentista, para algumas reparações e alguma limpeza que seja necessária.

 

Um dia, não tinham vaga e eu la pedi ao Doutor, que conheço bem e ja conhece o maridão há anos, que se tivesse uma vaga, como sabia que ele só ca esta de vez enquando, para me dizerem. E lá me conseguiram a consulta, numa 6.ª feira, as 17h30.

 

Ok, tudo tratado. sem stress. Ele foi ao café ter com os nossos amigos que estavam todos em casa e toca de emborcar minis. Eu as 17h lembrei-o que tinha consulta (atenção que eu estava a trabalhar). E ele : sim, sem stress.

 

17h40 ligam-me da clinica : ninita, o marido não vem a consulta? E eu logo : vai, vai. Deve estar ai a porta a tentar estacionar (eu ate vi logo o que se passava).

 

Ligo ao gajo e ele : estou mesmo a chegar (ainda dentro do tasco).

 

Quando chegou ao dentista, senta-se na cadeira, abre a boca e o medico só lhe pergunta : Não precisas de anastesia, pois não? (a rir-se feito doido)

Resposta do maridão : Não Dr. Mas veja lá se me despacha rápido, que deixei o resto da anestesia de cima do balcão.

 

É caso para dizer, que quando fui ter com ele e me juntei a malta, já todos se riam muito e falavam de mais. 

03.07.19

As greves medicas e o que passam os doentes

Ninita

 

Hoje, ao abrir o Sapo, estava a ler uma noticia referente a uma senhora, que ja teve 1 consulta adiada 5 vezes.  Não sei se foi sempre devido a greve ou por outro motivo qualquer. Que teve de se deslocar 20km para ir a consulta e ontem teve 1 cancelada e hoje outra.

Mas, depois lembrei-me de uma coisa que se passou há uns anos atrás.

Depois de muito batalhar, a minha pirralha foi chamada para a operação as amigalas e adenoides. Quase em cima da hora ligam (já com o aviso da greve), para ir ao hospital no dia seguinte fazer as analises de rotina antes da operação e 3 dias depois iria ser operada.

 

Eu ouvi a questão da greve, mas admito que desvalorizei por completo. A "rasquinha", avisei escola, atl, trabalho, etc, etc, para poder ficar com ela depois da operação.

 

La fazemos nos 80km (sim, o hospital fica a 80km), fazemos as analises e tal e pronto. Voltamos para casa, com a ordem de voltar, 3 dias depois, as 07h00.

 

Chega o dia, levanta-mo-nos as 05h30, preparamos-nos e la vamos nós, numa plena noite de inverno, fazer os 80km de uma estrada fantástica (só que não), para estamos as 07h no hospital.

 

Chegamos, o segurança mandou-nos entrar por corredores estranhos, porque ainda não estavam as portas principais abertas e toca de esperar.

Esperamos, esperamos, esperamos.

Até que 3h depois vem dizer que as operações não se iriam fazer. A medica, novita, ate tremia. E as crianças a olharem e sem perceberem o que se estava a passar.

 

E pronto, nem 1 pessoa havia para passar uma justificação de faltas. la teve de ir a medica a procura de um papel, para escrever.

 

Sei que as greves são feitas para os trabalhadores lutarem por aquilo a que têm direito. Sei perfeitamente que se lutam é porque alguma coisa está errada. Mas quem paga, é o povo. Quem se prejudica é o povo. Em vez de serem os altos governantes que estão lá no topo a olhar para o povo e a rirem-se da desgraça enquanto eles comem bifes, a sofrerem na pele os efeitos da greve.

 

Pergunto-me, se o primeiro ministro tivesse 1 problema grave de repente, e o hospital estivesse em greve, quantos corvos não apareciam só porque era XPTO? Pergunto-me, se no caso de acontecer alguma coisa ao dito senhor, pelo simples facto de não haver médicos, se o estado iria processar o hospital, por negligencia. Será que sim????

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub