Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

07.01.19

A igreja e os homossexuais

Ninita

Aqui na santa parvónia, há alguns homossexuais assumidos, que vivem a vida da mesma forma que eu. Trabalham como eu, vão as compras como eu, vão para casa ter com a família como eu, e têm a sua vida como eu. Ou seja, são iguais a mim.

 

No entanto, houve 1 pessoa (mais precisamente um padre) que me deixou completamente estupefacta ao responder a um casal de homossexuais que não eram bem vindos na igreja, devido a sua orientação sexual. 

 

Acho que fiquei sem pinga se sangue em todas as minhas veias. Mas quer dizer, não são pessoas normais? Nao têm os mesmos direitos que todos? Nas nasceram da mesma maneira? Não podem ter as mesmas crenças?

 

Em lado nenhum ouvi Jesus dizer que se excomungassem os gays, os divorciados, etc, etc. Se até os homicidas, ladroes e afins têm direito a serem abençoados, porque raio os homossexuais haveriam de ser diferentes?

 

Fiquei mesmo danada, mesmo sem a conversa ser comigo. Caramba, mas que raio de mentalidades são estas?

 

E depois queixam-se que a igreja está a cair em descrédito, que ninguém vai a missa, que cada vez há menos crianças na catequese. Ora, porque será?? Talvez pelas ideias caquéticas e completamente ultrapassadas de certos padres?

 

Mas também, verdade seja dita, sendo gay, também não podem ser padrinhos, porque a igreja não permite. Sim, porque uma outra pessoa já contactou todas as paroquias, bispos e afins das paroquias dos arredores e apesar de "compreenderem a situação", não aceitam que sejam padrinhos/madrinhas pela sua escolha sexual.. E porque, pergunto eu? Podem influenciar, é? Ou só as pessoas "que aparentam ser de bem" é que merecem ser pais, padrinhos, tios, etc, etc??

 

Conheço homossexuais bem mais responsáveis do que pais casados, pela igreja. Com tanto carinho para dar e com tanto para ensinar e a serem completamente marginalizados pela sociedade e por certas partes da sociedade.

 

Quer dizer, por este andamento, só quem é casado pela igreja, que casou virgem, que nunca falou mal de ninguém, que nunca disse um palavrão, etc, é que é bem vindo a igreja.

 

Ora, a todos esses, só tenho uma coisa a dizer : vão-se f**** mais as vossas lógicas, mais as vossas condições, mais as vossas obrigatoriedades e afins.

 

Nota : falamos de uma santa terrinha, onde um padre ainda em funçoes, tem mulher e filhos, há muitos e longos anos. Mas quem sou eu para falar?

17 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D