Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

29.05.18

Desligar do trabalho???

Ninita

Vi esta noticia no sapo e basicamente chegamos a um ponto, em que trabalhamos sem limites, sem parar, sempre disponiveis para tudo e mais alguma coisa.

https://www.sapo.pt/noticias/economia/desligar-do-trabalho-falta-legislacao-limites_5b0d4cc612e7a8cc6d8a937a

No meu ramo, as pessoas habituaram-se (completamente por culpa nossa), a chegarem as 19h, 20h, 22h, 03h e ligarem e nós atendermos. A estarmos disponiveis 24 sobre 24h por dia.

No inicio, quando comecei, as vezes la acontecia um problema com um cliente e lá vinhamos resolver.
Agora, é o prato do dia.
Sair do trabalho e passado 1hora ligarem-me porque aconteceu A, B e C e temos de resolver. Ir de fim de semana e ter de levar o PC para qualquer eventualidade que possa acontecer. Ir de férias e nos primeiros dias não largar o telemovel nem por um segundo, não vá ser preciso alguma coisa.
Estamos completamente conectados ao trabalho a toda a hora, com e-mails no telemovel, no pc, onde for preciso para não perdermos o cliente, para conseguirmos faturas.

Por mais que a lei diga A ou B, quem tem responsabilidades grandes, sabe perfeitamente que não pode pura e simplesmente desligar. Além de que por melhor que seja a empresa, por mais compreensivos que sejam, quando dizemos que não a primeira vez, temos a barraca armada.

E não me digam que só fazem por que querem. Porque não é assim. Se eu nao tratar, quem trata? Deixamos o cliente apeado? perdemos o cliente? Perdemos a empresa? Pois, infelizmente sabemos que as coisas não são assim e só quem lá está é que sabe como é.

 

Por mais que as leis mudem, por mais que digam que podemos desligar ao abrigo da lei ABC, sabemos perfeitamente que as coisas não funcionam dessa forma e que cada vez mais somos "obrigados" a cumprir objetivos, a vender, vender, vender.

 

Num mundo perfeito, não seria assim, mas no nosso, é assim. Quer se queira, quer não se queira.

 

 

 

 

 

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D