Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

25.07.18

Sintomas das crises de ansiedade

Ninita

Ola !

Ao logo destes pouco meses de blog, tenho escrito várias vezes sobre as crises de ansiedade. 

Diagnosticadas á cerca de um ano, coisa que eu nem sabia o que era. 

Pois bem, talvez devido ao facto de ser plena época alta la no trabalho e eu andar a 1000/h e eu ainda nao ter gozado 1 único dia de ferias, voltaram. Ou parece-me a mim que voltaram. 

Já nem sei. 

Mas afinal que sintomas são das crises? E quais não são? Ora, aí está o grande problema. Eu já não sei. 

Começaram com apertos na garganta, palpitações, suores, torcicologos constantes.

E agora? Pois, agora é formigueiro no braço esquerdo. Yuppi. Só que não. 

Como é que conseguimos identificar se temos de meter um victan no bucho ou se estamos mesmo com um problema grave?  Como diferenciamos? Eu não sei. Não percebo. Não entendo. 

Não sei o que vai ser daqui para a frente, nem sei o que vou enfrentar. Mas sei que vou lutar. Sei que não vou ficar de braços cruzados á espera q alguem se lembre de arranjar um medicamento mágico para isto passar. 

Até lá, vou apenas viver, um dia de cada vez. 

 

Ninita

15.06.18

Porra para a ansiedade

Ninita

Hoje estou fula comigo própria.

Burra, burra, burra.

Mas afinal, porque raio é que me enervo?

Porque razão deixo que as crises de ansiedade me controlem, em vez de eu as controlar?

Minhas queridas, quero que se lixem. Quero que parem de pensar que controlam a minha vida. Esqueçam que eu existo. Fonix, mas eu fiz-vos algum mal?? Não, pois não? Então "deslarguem-me".

Parem de me fazer doer o pescoço, parem de me apertar a garganta, parem de fazer bater o meu coração como se tivesse um ataque cardiaco. Parem, porra. Parem já!

Quero lá saber se esta a chegar o Verão, quero lá saber se há trabalho para fazer, quero lá saber se tenho roupa para lavar, roupa para passar, comida para fazer... Não quero saber de nada.

 

Fonix, passado um ano, voltamos ao mesmo.
Não posso, não quero, não volto.

 

Hoje é o dia de tomar a decisão : não me voltaram a controlar. Nunca mais....

Resultado de imagem para nunca mais

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D