Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

15.10.18

1 ano depois - o meu respeito para todos os que lutaram

Ninita

Há exatamente 1 ano atrás, o cenário junto a minha casa era este.

O ar irrespirável. O fumo pesado. O não sabermos se sobreviveriamos a essa noite. As incertezas. O pânico.

Passamos por tudo.

 

 

A imagem pode conter: céu, nuvem e ar livre

 

Um ano depois, só de pensar, ainda me arrepio. Um ano depois, continuo a pensar da mesma maneira. Eu não perdi nada. Lutei e venci. Quantos não lutaram e perderam tudo? Quantos não lutaram e perderam-se a eles próprios?

Quantos pais perderam os filhos? Quantos filhos perderam os pais? A troco de que?

Para que lutarmos uma vida toda, quando num segundo, podemos desaparecer e perder tudo o que construimos, numa luta impossível de ganhar?

A todos os que viveram, sobreviveram e em especial ao que perderam tudo, inclusive a vida, o meu maior respeito.

Para todos eles, faço 1 minuto de silencio. Para todos eles, mando 1 abraço do tamanho do mundo. Pode não adiantar nada, mas para mim, faz toda a diferença.

 

 

08.05.18

Nem todos os post são comicos, infelizmente !

Ninita

Ola...

 

Só porque me me toca particularmente, partilho uma páguina que acho que deveriam ver.
Não é uma questão de estar sempre a "bater no ceginho", mas quem me conhece mesmo, sabe e compreende o porquê desta partilha.

 

http://www.15memoriasdofogo.pt/

 

Tal como eles dizem :

"Uns correram, outros morreram.
O Fogo de 15 de Outubro de 2017, levou quase tudo.
Ficaram as memórias"

 

Eu termino com : e uns ainda só sobrevivem, sem saberem o que fazer, sem nada.

 

Vida injusta, vida madrasta, que tanto levou consigo.

Tinha tanto para escrever sobre isto, mas ainda nao consigo. É demasiado duro.

 

Beijinhos

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D