Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

24.01.19

10 mandamentos das empresas privadas

Ninita

A cada dia que passa a exigência das empresas e a facilidade como qualquer um é substituído a uma velocidade recorde, acaba por ser impressionante.

Podemos ser os melhores funcionários num dia e no outro, só porque dissemos ai, já temos a guia de marcha, com direito a foguete no cagueiro para irmos mais depressa.

 

Por isso, aqui vai a lista dos mandamentos, que todos (sem excepção), devemos cumprir religiosamente no privado :

1 - Chegarás mais cedo, todos os dias, para poderes abrir a hora certa e se possível fazer trabalho que não tenhas feito na véspera e nunca terás horas certas de saída.

2 - Abdicarás sempre da tua vida privada e saídas para ir buscar filhos a escola, ou ficar em casa porque estão doentes é completamente impensável.

3 - Ao fim do dia, levarás o trabalho para casa e se possível trabalharás durante a noite, para que todos os clientes tenham a sua resposta no espaço de 2h.

4 - Aos fins de semana, feriados, dias santos, estarás sempre disponível para qualquer chamada e para o que for preciso. Se te ligarem no dia de natal, tens de ir e deixar o peru para alguém comer, porque tu, trabalhas.

5 - Não irás nunca contra a ideia da entidade patronal. Se ele diz que é preto (mesmo que seja branco) é porque é preto.

6 - Darás todas as tuas ideias ao teu chefe e quando ele as der ao restante pessoal como ideia dele, nem discutas. Chefe é chefe.

7 - Sobreviverás a greves, incêndios, catástrofes naturais e tudo o que possa vir dai, porque a empresa precisa de ti.

8 - Quando te entregarem currículos para o teu chefe, entrega-os e diz que a pessoa parecia muito simpática e eficaz.

9 - Nunca, em tempo algum pediras aumento. Sabes perfeitamente que o que tu recebes chega e sobra e é impensável a empresa dar mais dinheiro a um funcionário com tantas contas para pagar. E como sabes, podem sempre meter mais um estagiário no teu lugar, a ganhar menos e a receber do estado.

10 - Quando te derem a carta de despedimento, irás ensinar tudo a pessoa que te vai substituir (mesmo que aches injusto).

 

 

E se no fim disto tudo, ainda conseguires aguentar-te a trabalhar, dou-te os meus parabéns.

 

 

07.01.19

A igreja e os homossexuais

Ninita

Aqui na santa parvónia, há alguns homossexuais assumidos, que vivem a vida da mesma forma que eu. Trabalham como eu, vão as compras como eu, vão para casa ter com a família como eu, e têm a sua vida como eu. Ou seja, são iguais a mim.

 

No entanto, houve 1 pessoa (mais precisamente um padre) que me deixou completamente estupefacta ao responder a um casal de homossexuais que não eram bem vindos na igreja, devido a sua orientação sexual. 

 

Acho que fiquei sem pinga se sangue em todas as minhas veias. Mas quer dizer, não são pessoas normais? Nao têm os mesmos direitos que todos? Nas nasceram da mesma maneira? Não podem ter as mesmas crenças?

 

Em lado nenhum ouvi Jesus dizer que se excomungassem os gays, os divorciados, etc, etc. Se até os homicidas, ladroes e afins têm direito a serem abençoados, porque raio os homossexuais haveriam de ser diferentes?

 

Fiquei mesmo danada, mesmo sem a conversa ser comigo. Caramba, mas que raio de mentalidades são estas?

 

E depois queixam-se que a igreja está a cair em descrédito, que ninguém vai a missa, que cada vez há menos crianças na catequese. Ora, porque será?? Talvez pelas ideias caquéticas e completamente ultrapassadas de certos padres?

 

Mas também, verdade seja dita, sendo gay, também não podem ser padrinhos, porque a igreja não permite. Sim, porque uma outra pessoa já contactou todas as paroquias, bispos e afins das paroquias dos arredores e apesar de "compreenderem a situação", não aceitam que sejam padrinhos/madrinhas pela sua escolha sexual.. E porque, pergunto eu? Podem influenciar, é? Ou só as pessoas "que aparentam ser de bem" é que merecem ser pais, padrinhos, tios, etc, etc??

 

Conheço homossexuais bem mais responsáveis do que pais casados, pela igreja. Com tanto carinho para dar e com tanto para ensinar e a serem completamente marginalizados pela sociedade e por certas partes da sociedade.

 

Quer dizer, por este andamento, só quem é casado pela igreja, que casou virgem, que nunca falou mal de ninguém, que nunca disse um palavrão, etc, é que é bem vindo a igreja.

 

Ora, a todos esses, só tenho uma coisa a dizer : vão-se f**** mais as vossas lógicas, mais as vossas condições, mais as vossas obrigatoriedades e afins.

 

Nota : falamos de uma santa terrinha, onde um padre ainda em funçoes, tem mulher e filhos, há muitos e longos anos. Mas quem sou eu para falar?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D