Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

20.08.21

Vacinação de crianças : Sim, não ou nim???

Ninita

 

Hoje, recebi a mensagem, para a vacinação da pirralha de 13 anos.

Recebi, li e fiquei com muitas duvidas. Muitas mesmo.

 

Falei com o gajo (assim por msg, a correr) e ele tambem nao sabe o que dizer.

 

Por um lado, levava ja a 1.ª dose e quando fosse para a escola, ja devia ter a vacinação completa.

Por outro, ela faz sempre reaçoes enormes a qualquer vacina, desde febres altissimas a diarreias e afins. Alem disso, tenho receio dos efeitos a longo prazo.

 

Eu tomei as 2 doses. A medo, claro, mas tomei. Mas pela pirralha, tenho ainda mais medo. Sinceramente nem sei o que pensar.

 

E voces? Vacinação de crianças?

Sim?

Não?

Nim?

 

 

16.08.21

E não é que aterrei???

Ninita

 

5.ª feira, as 10h02 - 2.ª dose tomada


Ok, tudo bem. Nada de efeitos, volto ao trabalho, lá estou eu durante todo o resto de dia e vou para casa. Chego a casa e alguma coisa não estava bem. Mole, estranha, cheia de arrepios. OK, os efeitos começaram, mas vão passar logo. Só que não.

 

A meio da noite, febre. Toma ben-u-ron. De manha, nem me mexia. Doia tudo. Desde a cabeça, as costas, as pernas, aos dedos dos pés. Credo. Levantei-me, tomei banho e fui trabalhar. Literalmente não andava, arrastava-me. Fiz o possivel para ajudar o colega (já que ele tambem tinha tomado, mas curiosamente só lhe doia o braço). Adiantei tudo o que era possivel e as 17h desisti e fui para casa. Nem o caminho para casa via bem. Foi uma das viagens de carro mais dificeis que ja fiz. Nem parecia eu.

Chego a casa, mais um ben-u-ron, porque ja estava com febre outra vez. Deitei-me. Levantei-me. Fiz jantar, tratei do meu pai e da minha filha (ainda hoje não sei como).

 

Depois de tudo pronto, cheia de dores, fui para a varanda. Estava uma noite quente e acabei por me deitar no chão, duro como tudo. E ai adormeci.

 

No sabado, ainda me doiam os dedos dos pés (como é que é possivel, eu nao sei). Mas a tarde, ja estava melhor, finalmente.

 

Nunca tive reações a vacinas e mesmo doente sempre trabalhei e nunca, mesmo nunca, em 21 anos, me vim embora de repente. E admito, que não me lembro de me ter sentido tão cansada, tão cheia de dores, ao ponto de não me arrastar (diz quem me viu na 6.ª feira que a minha cara em branca que nem a cal e as olheiras bem escuras).

 

Mas esta já passou. Ja fiz a minha parte. Ja tomei as 2 doses do raio da vacina do demonio que me deixou de rastos.

Agora, é seguir em frente. Ter os cuidados que sempre tive e não baixar os braços.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub