Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

17.05.19

E novamente a polemica dos livros escolares

Ninita

 

Como se não houvesse nada mais importante para discutir e resolver, lá vem novamente a polémica dos livros escolares.

Porque poucos são reutilizados, porque não há poupança, porque não há verbas ou se calhar ha verbas (ninguem sabe bem)...


Ora porra, falando bem, vão-se lixar, sim???

 

Quer dizer, estão a pensar que livros para os primeiros anos, chegam a casa lindos e imaculados como no primeiro dia?? Senhores, abram os olhos. Há exercícios que ao copiar, demoram imenso tempo e é mais rápido faze-lo no livro. Há textos, em que é preciso sublinhar. Há crianças, senhores, crianças. Sabem o que isto é? Pessoas de tamanho pequeno, que estão a começar a escola e apreender que as mochilas não são brinquedos e que não podem fazer rabiscos nos livros.


Da mesma maneira, que há professores que também estão a apreender que nao podem mandar fazer no livro ou apontar a explicaçao junto ao que está escrito, porque não se podem estragar, riscar e afins.

 

Em anos mais altos, ainda compreendo que queiram os livros impecáveis. Agora, nos mais pequenos, compreendo perfeitamente se forem com folhas a menos e com as palavras difíceis com marcas de terem sido sublinhadas.

Mas, também não concordo com a sua recolha. E porque? Porque os livros dos anos anteriores podem dar jeito. Para matérias que não foram dados, para tirar duvidas, para reverem matérias e resolução de exercícios. Quantos de vós nunca foram buscar os livros dos anos anteriores, para fazer trabalhos, para ir buscar mais informação? Caramba, não fui a única de certeza.

 

Por isso, é que das duas uma. Ou dão os livros e não os pedem de volta (e consideram um beneficio para a educação publica), ou então não os dão. Agora, pedirem a devolução, que me desculpem, mas não concordo.

 

Ah e tal, mas agora vão dizer : mas tu também recebeste os livros. E sim, recebi. Também não os paguei. E também este ano vou ter de os devolver. Infelizmente. Mas também vos digo, que foi uma vez sem exemplo.

Se custa a todos? Custa. mas prefiro andar a comer batatas com batatas e comprar os livros, a receber uma oferta de um estado que dá com uma mão, mas tira com 2 ou 3. Porque afinal, o arrombo nos cofres do estado com esta oferta é muita e temos de poupar para pagar o salário dos que passam o dia a dormir no parlamento; dos que compram tudo e são ricos por causa dos diamantes e depois fazem dividas e dividas aos bancos e o zé povinho que pague; aos que têm não sei quantos carros para andarem a fazer vidinha de político e motorista e segurança; aos que têm um acidente e tem de ser accionada um helicóptero porque o sr. é VIP; aos que recebem ajudas de custo para estarem no parlamento, porque vivem muito longe e afinal têm casa ao lado; aos donos disto tudo, etc, etc.

 

Sim, vejam lá se os vossos filhos entregam os livros sem uma única marca de lápis, senão ainda vos aparece á porta um segurança, a pedir o livro e o valor que ele custou.

 

 

07.05.19

Crise politica ou crise de interesses

Ninita

Serei a única, que viu este revés do CDS como uma forma de dizer : Costa, amigo, não vás senão tenho de ir contigo????

Desculpem lá a minha ignorância, mas esta questão dos professores ainda vai dar muito que falar. E claro que a "Cristinhas" tinha de arranjar forma de ser protagonista e depois de culpar o governo de tudo e mais alguma coisa, aparecer e dizer que concorda sim, desde que hajam condições financeiras para tal (claro que se mais algum banco precisar de um empréstimo simpático de alguns milhões, não vão poder pagar, como é óbvio).

E vamos la pensar bem nas coisas. Se devolvessem tudo aos professores, o que iria acontecer com os enfermeiros, ou outras classes profissionais do estado, que se queixam??


Acham mesmo que iriam abrir um precedente a uma carreira? E as outras? Ai ia ser quase uma guerra mundial entre funcionários do estado.

Sabem o que vos digo?
Coitado de quem tanto lhes é retirado e coitado de quem trabalha tanto (seja privado ou publico) e não vê os seus direitos cumpridos.

Enquanto vivermos numa democracia mais importada com o poder dos ricos e em salvar bancos e banquinhos, nunca vamos sair da cepa torta.

 

Próximos capítulos avizinham-se... Vamos la ver onde isto vai parar.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Quem me visitou

contador grátis

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D