Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

14.10.22

Homofobia nas Escolas

Ninita

Este post é mais que do um desabafo. È mais uma revolta do que qualquer outra coisa. E se calhar, pela primeira vez, peço mesmo que seja destacado e muita gente leia. E porque? Porque muitas pessoas não têm o minimo de noção do que se passa nas nossas escolas e da maldade das crianças/adolescentes.

 

A minha pirralha tem 14. Idade complicada, feitio complicado e sempre com uma enorme revolta contra tudo o que sejam injustiças. Já foi acusada de muita coisa, sempre vista como uma criança problematica e em que o problema não eram os outros mas sempre ela, o que deu sempre muita confusao, claro. Ao ponto que uma professora lhe mandou um estalo e toda a escola escondeu. Ao ponto, que toda a gente a acusava de tudo e defendiam certos miudos e depois apareciam as verdades, depois da pirralha ja ter sido castigada. Ora, ela cumpria o castigo e os outros riam-se por a terem colocado nesta situação.

Ora, os anos foram passando, muitas situaçoes ultrapassadas e ja esta no 9.º ano, sendo sempre boa aluna, com boas notas e em que basicamente terminou os outros anos super revoltada, porque nao recebeu o premio de merito porque o professor de educaçao fisica ate lhe quis dar 2, porque ela nao era atletica e porque nao fazia 20 flexoes, que é o que esta na tabela para ser saudavel. Mas, chegou ao final do ano e aumentou 5 notas a 5 alunas, para receberem o premio, menos a pirralha. Ficou a faltar-lhe 0.04 para receber. La teve de lidar com isso.

Agora, a questão é outra.
Sei perfeitamente que a adolescencia é uma idade estupida e ja todos passamos por isso, mas neste momento, os miudos são máus, terriveis e extremamente crueis.

A Pirralha anda sempre com 3 meninas. Sempre juntas, parecem todas irmas. Gostam de roupa mais larga, tipo tshirts overzide, calças mais largas, roupa escura. Ora, o que são todas? Homossexuais/gays/LGBT/etc/etc/etc.
Por acaso estas miudas são extremamente inteligentes e conversam sobre tudo e ate estão bem informadas sobre LGBT e tudo isso. Admito que as miudas sabem mais disso do que eu. Mas mesmo muito mais.
Ora, como andam sempre juntas (esquecem-se que com elas andam mais 2 rapazes), os insultos são constantes. Ao ponto, que ja falaram com o DT e nada mudou. Ao ponto, que numa aula de conservatorio, começaram a dizer varias coisas e elas ate lhes responderam : Obrigado por nos dizerem o que somos, ja que nós nem sabiamos. Tirando o facto de ser contantemente chamada de gorda, ao ponto que nem EF quer fazer, para nao mostrar nada do corpo. Ao ponto de irem almoçar os amigos todos e ela tambem, o pai de um dos miudos oferecer gelados a toda a gente e nao quer comer, porque nao quer que lhe digam que é gorda porque come gelados.


Os insultos continuam, aula apos aula, intervalo apos intervalo. Se leva uma simples camisola (curiosamente dos Pink FLoyd que tem um arco-iris) é um motivo para chacota ao mais alto nivel. Ao ponto que em conversa com a professora do conservatorio, os miudos perguntaram a opiniao dela e ela respondeu : Eu respeito qualquer decisao, desde que respeitem tambem a minha. E 1 miudo respondeu logo: Eu tambem respeito, desde que não estejam sequer ao meu lado. E olhou para elas. As miudas ja nem sabem o que fazer.

Só sei que a miuda chega a casa, todas as 5.ª feiras, depois dessa aula e vai tomar banho a chorar compulsivamente.
Que se queixa, mas que ninguem faz nada. Que esta cansada, desgastada. É como ela diz : se anda com raparigas, é porque anda. Se anda com rapazes, é porque anda. Se veste camisolas com flores, é por que veste. Se veste uma camisola preta, é porque veste. Fonix, ate ja chateia.

 

Eu noto, que ela anda revoltada com esta situação e que ela, como tem 2 amigas que efetivamente são namoradas, comprende, aceita e não julga nem se mete. Atenção que não sei se a minha pirralha gosta de rapazes, raparigas, flores, animais, arvores ou afins, porque efetivamente não me diz respeito e ela tambem nao me diz. Mas seja o que for que ela goste, eu, como mãe, so tenho de aceitar e ponto final. Agora ve-la a ir para a escola e ser criticada constantemente, isso já não aceito.


Hoje é dia de ligar ao conservatorio, escola, DT e afins. Ja sei que vai ser uma batalha, mas não me vou calar.

 

Por isso só peço a toda a gente : Falem com os vossos filhos. Sejam quais forem as escolhas de cada um, cada um é livre de as ter. E ninguem deve ser martirizado por estas situações e pelas suas opiniões ou escolhas. Vivemos num mundo livre e devemos respeitar toda a gente, sejam eles brancos, pretos, amarelos, cor de rosa, as bolinhas, heteros, gays, sem genero, etc, etc. Somos todos humanos e merecemos ser tratados com dignidade.

É giro ser o palhaço e fazer toda a gente rir dos outros, com piadas parvas. Mas não é giro, estar a levar constantemente com os insultos e criticas.

 

E o mais giro de tudo, é que hoje, ao farem um texto para portugues sobre o que não gostavam na sociedade, esses mesmos miudos escreveram textos contra os LGBT e passaram a aula a falar sobre isso. Se isso não é homofobia, não sei o que será.

 

Ninita

27.06.22

Aborto Estados unidos - RoevWade

Ninita

Este fim de semana, fui literalmente inundada, nas redes sociais, por vídeos e explicações sobre a nova lei dos Estados Unidos - a proibição do aborto.

 

Tema polémico, eu sei, mas de todos os temas que tenho lido nos últimos tempos, este mexeu comigo e senti uma necessidade enorme de falar sobre isso.

E porque? Não, felizmente nunca tive nem tive de fazer um aborto. Mas, se por motivos de saúde, tivesse de fazer, fazia. 

Agora, virem uns marmanjos, armados em donos do mundo, dizer que passa a ser proibido e que mesmo em situações graves, de saúde, em que mulheres/mães podem morrer e que o aborto lhes é negado, isso não aceito. 

Para mim, o aborto não é um meio contraceptivo. É uma decisão de cada mulher, e cada uma sabe de si. Mas, tal como li, uma das coisas que certos estados estão a fazer, é tentar negar/reduzir o acesso à métodos contraceptivos. Ora, estão a negar as mulheres um direito adquirido há muito tempo. Mas estão também a trata-las como incubadoras. Sim, porque se engravidam, a culpa é sempre da mulher e não do homem. O homem, tem necessidades. O homem pode violar, pq tem esse direito. O homem pode matar porque tem esse direito de não aceitar um não. O homem tem direito a tudo. As mulheres têm de comer, calar, abrir as pernas e serem máquinas de fazer filhos.

 

Isto, num pais que legaliza as armas e não se preocupa com a quantidade de crianças que têm morrido por ataques com armas em escolas, têm sem dúvida um grande sentido de oportunidade. 

Um país que não tem sistema de saúde digno e acessível a todos, que usa os emigrantes para fazer o trabalho que ninguém quer fazer, um país em que a grande maioria são de outras nacionalidades e raças e mesmo assim, trata-os como cães. Um país que mata um negro, porque sim e sem explicação. 

Estamos, sem dúvida a caminhar para uma mudança de direitos e não pensem que só fica por ali. 

Direitos que todos conquistamos e que foram ganhos porque muita gente morreu para os termos hoje, estão e vão ser retirados. E as mulheres  vão voltar a ser carne para canhão. 

Coitadas das crianças violadas, por amigos, vizinhos, familiares, desconhecidos e que engravidam e não podem abortar. Crianças que nem crianças podem ser. Mas não podem adotar uma criança, mas são obrigadas a seguir a gravidez até ao fim. 

Sabiam que também já mudaram uma lei, em que qualquer pessoa, apartir dos 12 pode casar? Crianças com 12 anos, casadas. 

Expliquem-me só, como se eu tivesse 2 anos, mas em que mundo vivemos.

 

E dizem eles, que os Estados Unidos são o maior país do mundo.

E sim, são. Em estupidez, em falta de senso, em matar pessoas, a retirar os direitos de cada um.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub