Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

Ninita's

Quem sou eu? Simples, sou uma pessoa normal, que vive numa pequena cidade normal. Sou brincalhona, divertida, trabalhadora e muito simples. Na pratica, sou igual a todas as outras pessoas deste mundo. Bem Vindos a este "meu mundo virtual".

18.06.21

Arrufo de namorados - Parte 2

Ninita

 

Afinal, um dos namoridos (mais precisamente o "Costinha"), teve de se chegar a frente e admitir :

 

PM - Sim, afinal, aqui a zona da Capital, que é a unica que realmente importa, vai ter mesmo de começar a recuar.

 

PR - (ainda não ouvi o no PR a dizer absolutamente nada sobre isto, pq provavelmente está a morder a linga com tanta força, que nem deve conseguir dizer ai).

 

Pessoal da Capital - Ai e tal, mas a mim ninguem me fecha. Os covideiros que se calem. Isto nem existem. Eu quero ir para a praia e vou e ninguem me fecha em lado nenhum.

 

Resto do Povo do Interior - Finalmente a medida certa. Se nós, onde se arrancam as batatas, legumes, etc, etc para o povinho da Capital comer, têm de recuar se houver muitos casos, em Lisboa tambem têm. Mais nada..... Embrulhem e fiquem em casa, que se f***** para não andarem a gozar o resto do povo.

 

PR - (continua sem falar, coitadinho)......

 

Nota : Atenção que não é nenhum insulto aos Lisboetas. Mas so espero que não venham de ferias para o interior, f***** esta m***** toda, que quase nem casos tem, sim????

 

 

20.05.21

Eu e as minhas caminhadas

Ninita

 

Como habitual, sai mais cedo, fui buscar a pirralha para almoçar, almoçamos e fui deixa-la na escola.

 

Como ainda era cedo para ir trabalhar, estacionei o bolinhas e fui dar uma volta a pé, aqui pela santa terriola. Precisava de ir a farmacia e decidi ir a mais longe. Assim, aproveitava e dava um passeio e via como estava a minha santa terrinha.

 

Fui onde tinha de ir, tratei do que tinha de tratar e toca de voltar para o trabalho.

Pelo caminho, passei por algumas pessoas. Umas sozinhas, outras acompanhadas. E reparei que as pessoas que iam sozinhas (mais precisamente mulheres), todas elas andavam e se viam alguem a vir na sua direção, baixavam a cabeça e olhavam para o chão. Como que se envergonhadas por irem sozinhas.

E isso fez-me confusão.

 

Nestes ultimos tempos, desde que voltei ao serviço, como organizei a minha hora de almoço com a pirralha, para irmos as 2, almoçar a casa, fico com mais tempo livre a hora de almoço porque tenho de a deixar na escola cedo e aproveito para passear, andar a pé, uma especie de caminhada a hora de almoço. E todas as vezes, reparei exatamente no mesmo.

 

Eu sou exactamente o contrario. Eu quando ando a pé, sozinha, se há coisa que não faço é baixar os olhos e olhar para o chão. Muito pelo contrário, olho em frente. Sempre em frente. Chamem-lhe vicio ou mania ou o que seja. Mas gosto de olhar em frente e ver a rua, as pessoas, a natureza. E acho que não tenho nenhum motivo para andar a olhar para o chão, como que envergonhada. E atenção, ando sempre nestas "caminhadas" completamente sozinha.

 

Parece-me que muitas pessoas, mulheres na sua grande parte, quando anda sozinha, se sente inferiorizada por não andar em pares ou grupos. E não há essa necessidade.

Se andam sozinhas é porque podem, porque querem e porque sim. E ninguem tem nada a ver com isso. Não têm de baixar a cabeça. Muito pelo contrario, têm de a levantar e seguir, em frente, orgulhosas.

Por isso, cabeça levantada senhoras. Sempre levantada.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blog Portugal

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub